domingo, 12 de julho de 2009

A Tempestade Perfeita termina com um naufrágio

Francisco Louçã lembrou esta quinta-feira a José Sócrates que o filme «A Tempestade Perfeita» termina com «um naufrágio». «O engenheiro José Sócrates, no encerramento dos quatro anos e meio da sua maioria absolutíssima, decidiu dizer que o seu Governo foi uma tempestade perfeita, é certo que os assessores de comunicação que lhe sugeriram este título de um filme de George Clooney se esqueceram de lhe dizer que na tempestade perfeita o navio de George Clooney naufraga», afirmou o coordenador do Bloco.

4 comentários:

J.S. Teixeira disse...

Vejam o artigo sobre a "barraca" do sindicato amarelo SINTAP na Câmara Municipal do Seixal no blogue O Flamingo.

Pata Negra disse...

Sócrates e a sua equipa não são parvos, sabem o seu fim! Essa comparação é apenas a forma que encontraram de pedir bóias e salva-vidas! Por mim, podem ficar no fundo do oceano!
Gud Bai Sócretinos

Menina Idalina disse...

Boas férias . Bem mereces. Vou sentir a falta .

Mas... até já !

dumoc disse...

Se fossem só os SOCRETINOS a se afundarem até me ria... o problema são as fraudes e os erros que fazem o país meter muita água e provocam inúmeros naufragios, pessoais e empresariais.

Related Posts with Thumbnails