sexta-feira, 31 de outubro de 2008

«Dar a entender que a tropa pode fazer golpes de Estado ou é irresponsabilidade ou acto falhado»

José Miguel Júdice defendeu, esta quinta-feira, uma mudança profunda de Portugal em quase todos os níveis da sociedade, mas não uma revolução de militares de «cabeça incendiada, de que fala o general Loureiro dos Santos».

Há também a possibilidade do velho estar ché-ché, ou não?

4 comentários:

marreta disse...

O gajo disse mesmo isso?!
Se calhar está mesmo ché-ché, mas teve um momento de lucidez...
Saudações do Marreta.

samuel disse...

Posso votar nas três hipóteses?

Ana Camarra disse...

Faço minha a pergunta de Samuel:
Posso?

José Espremido Até Ao Tutano disse...

claro que podem, Ana e Samuel, é sempre bom jogar com uma tripla!
Marreta, provavelmente não está tão ché-ché como isso,com o descontentamento popular que para aí há, imagina se os Militares se lembram de revoltar...

Related Posts with Thumbnails